Select Page

CURADORIA

 

Coordenação da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo

Karina Silva de Souza

Arquiteta e urbanista, formada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP (FAUUSP), com o trabalho final “O que é o Patrimônio? Um ensaio sobre a valoração no centro de São Paulo”. Está cursando a pós-graduação lato sensu “Cidades em Disputa – Pesquisa, História e Processos Sociais”, na Escola da Cidade (SP) e “Gestão Cultural: Cultura, Desenvolvimento e Mercado”, no Centro Universitário SENAC. Estuda o patrimônio, a cultura e a cidade na América Latina. Estagiou como educadora e assistente de produção no Museu Brasileiro de Escultura e Ecologia (MuBE). Foi também assistente de produção na Casaplanta. Atualmente é coordenadora da 13ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo.

Equipe Curatorial

Carolina Piai Vieira | Curadoria selecionada

Atua como pesquisadora do coletivo Cartografia Negra e como educadora no Projeto Observatório de Direitos Humanos em Escolas, do Núcleo de Estudos de Violência da USP. Graduada em Jornalismo, tem formação complementar no Centro de Estudos Africanos. Foi repórter na ARTE!Brasileiros e na Revista Vaidapé. Trabalhou também com produção de conteúdo na Cooperativa Paulista de Teatro. Mestranda em História Social, na Universidade de São Paulo.

Larissa Francez Zarpelon | Curadoria selecionada

É arquiteta e urbanista, doutora pela FAU-Mackenzie e pesquisa relações entre arquitetura, paisagem urbana e espaço público nas cidades latino-americanas. Docente nas disciplinas de Projeto Arquitetônico – Intervenção Urbana, Projeto Urbano e Paisagístico e Trabalho de Conclusão de Curso na Universidade Paulista. Em 2020, integrou a articulação e formação da Chapa 1 CAU + Plural para as eleições do CAU e, em 2021, passou a participar do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/SP) como conselheira suplente.

Louise Lenate Ferreira da Silva | Curadoria selecionada

É graduada em arquitetura e urbanismo pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP), pesquisadora de relações raciais no Laboratório de Estudos de Raça e Espaço Urbano (LabRaça) da mesma instituição e atuante no campo de patrimônio cultural através da Vila Maria Zélia. Foi estagiária do Departamento do Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo (DPH) e integrou o programa de Visitas Patrimoniais do Sesc Pompéia como educadora patrimonial. É amante da música, da rua e das memórias, incorporando sua pesquisa sonora em suas leituras sobre os espaços vivenciados.

Luciene Gomes | Curadoria selecionada

Graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo, doutora em Terapia Ocupacional pelo Programa de Pós-Graduação em Terapia Ocupacional da Universidade Federal de São Carlos, atualmente é professora na Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, no Bacharelado Interdisciplinar em Energia e Sustentabilidade e Engenharia de Tecnologia Assistiva e Acessibilidade. É pesquisadora do Grupo de Estudo e Pesquisa em Acessibilidade, Corpo e Cultura da Universidade Federal de Sergipe e do Grupo Arquitetura e Acessibilidade da Universidade Federal de São Paulo, coordenadora do Projeto de Extensão Pipoca e Paisagem da Universidade Federal de Goiás – Regional Goiás/Universidade Federal do Recôncavo da Bahia e colunista da Revista Reação.

Pedro Cardoso Smith | Curadoria selecionada

Arquiteto e urbanista com Especialização em Habitação e Cidade pela Escola da Cidade e Mestrado pela Universidade Mackenzie. Atuou na Secretaria Municipal de Habitação do Município de São Paulo com urbanização de favelas – especialmente Paraisópolis – e no Plano Diretor Estratégico vigente (equipe das Zonas Especiais de Interesse Social). Integrou, na Secretaria Municipal de Cultura do Município de São Paulo, equipe responsável por supervisão, acompanhamento e fomento cultural à periferia, com os programas VAI (Valorização de Iniciativas Culturais) e Pontos de Cultura. Atualmente é docente na Universidade Aberta do Meio Ambiente e Cultura de Paz e na Universidade Paulista, onde leciona Projeto Arquitetônico de Habitação Coletiva.

Pedro Vinícius Alves | Curadoria selecionada

É pesquisador do coletivo Cartografia Negra, trabalhou na Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo nos anos de 2014 e 2015, auxiliando na produção do VII Festival da Mantiqueira (2014) e do VII Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Publicou um livro de poesias, chamado “Caderno Negro”, como integrante do coletivo Cartografia Negra participou como formadora em Cartografia Cultural no programa de Formação de monitores das Casas de Cultura, palestras, atividades em escolas e as Voltas Negras, que o coletivo realiza mensalmente desde 2018.

Raíssa Albano de Oliveira | Curadoria selecionada

É mulher preta, antropóloga e educadora, mulherista africana com formação complementar nas áreas das artes plásticas, fotografia e filosofia. Sua pesquisa procura desenvolver caminhos para a educação em relação aos povos da diáspora africana, cidades e subjetividades poéticas. É idealizadora e pesquisadora do Coletivo Cartografia Negra. É monitora da pós-graduação Cidades em Disputa da Escola da Cidade.

Thiago Sousa Silva | Curadoria selecionada

Escritor afrocentrado, artista plástico e artista de histórias em quadrinhos. Educador e pesquisador do Medu Neter (Hieróglifos, o sistema de escrita do antigo Kemet/Egito) pela instituição Kasa de Maat. Formado pela mestra Anika Osaze (Nefer Ka Maat) pelo Shrine of Maat, New York. Pesquisador e Educador das tradições e tecnologias científicas, culturais e espirituais do antigo nordeste africano. Graduando em Licenciatura em Geografia pelo Instituto Federal de Educação, Ciências e Tecnologia campus São Paulo, efetuando pesquisa no uso de histórias em quadrinhos de sua autoria para o ensino de Geografia na Educação Básica.

Viviane de Andrade Sá | Curadoria selecionada

Arquiteta e artista, é doutoranda em Projeto, Espaço e Cultura pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo e investiga os processos de visibilidade e apagamento dos corpos nos espaços da cidade com o projeto “Corpos Visíveis, superexposição como processo de apagamento social e espacial na cidade contemporânea”. Possui mestrado em Artes Visuais pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo na área de concentração Poéticas Visuais com o trabalho “Construir com Corpo, o corpo fragmentado como dimensão do espaço”. Realizou a graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo. É conselheira suplente no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/SP). É docente na Universidade Paulista e ministra as disciplinas de Projeto Urbano, Intervenção Urbana e Espaço Aberto e Projeto Arquitetônico, Habitação Coletiva.

Sabrina Fontenele | Curadoria residente

Diretora de Cultura do Instituto dos Arquitetos do Brasil – Departamento São Paulo. Arquiteta e urbanista (2020-2022), com mestrado e doutorado pela FAUUSP, onde realizou pesquisas publicadas sobre arquitetura, cidade e preservação. Finalizou em 2019 o pós-doutorado na Unicamp quando redigiu um livro que trata de habitação, gênero e modernidade. Autora dos livros “Edifícios modernos e o traçado urbano no Centro de São Paulo” (2015) e “Restauro da Faculdade de Medicina da USP: estudos, projetos e resultados” (2013). Foi pesquisadora do Centro de Preservação Cultural da USP (2012-2018), onde atuou ainda como editora científica da Revista CPC e como curadora da exposição Tempo das Construções (2013-2014). Colabora desde 2018 como professora na Escola da Cidade.

Diretoria IABsp

Danilo Hideki | Relações Institucionais

Arquiteto formado pela FAUUSP em 2009, trabalhou com projetos públicos e de restauro até 2010 com a Prof.ª Dr.ª Helena Ayoub Silva, colaborando também com arquitetos como Julio Katinsky e Paulo Mendes da Rocha. Em 2011 trabalhou com habitação de interesse social ao lado dos arquitetos Eduardo Ferroni, Pablo Hereñu e Marcos Acayaba. Trabalhou de 2012 a 2018 no escritório do arquiteto Isay Weinfeld, lá desenvolveu projetos de residências, restaurantes, edifícios residenciais, corporativos e interiores. Atualmente atua em escritório próprio e faz parte da gestão do IABsp.

Gabriela de Matos

1ª vice-presidente do Instituto de Arquitetos do Brasil no departamento de São Paulo (IABsp). Arquiteta e Urbanista, graduada pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da PUC Minas, em 2010. Em 2016, especializou-se em Sustentabilidade e Gestão do Ambiente Construído pela UFMG. Mestranda do Diversitas – Núcleo de Estudos das Diversidades, Intolerâncias e Conflitos da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH) da USP. É fundadora do projeto Arquitetas Negras que atualmente mapeia a produção de arquitetas negras brasileiras. Pesquisa o racismo estrutural e suas influências no planejamento urbano, e arquitetura contemporânea produzida em África e sua diáspora. Entre outros, propõe ações que promovem o debate de gênero e raça na Arquitetura como forma de dar visibilidade à questão. Assina o editorial da Revista Arquitetas Negras vol.1, a primeira publicação feita por arquitetas negras no Brasil. Premiada como Arquiteta do Ano 2020 pelo IAB RJ.

Mariana Martinez Wilderom Chagas

Pós-doutoranda na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAUUSP). É bacharel em Arquitetura e Urbanismo (FAUUSP, 2009) e mestre e doutora pela mesma instituição (2014). Foi pesquisadora visitante na TUDelft (2018) e integra o grupo de pesquisa Pensamento Crítico e Cidade Contemporânea (PC3) da FAUUSP desde 2015. Os seus interesses de investigação envolvem os temas da teoria e crítica da arquitetura moderna e contemporânea; arquitetura e cidade contemporânea na américa latina e arquitetura educacional. É coautora dos livros “Urbanismo Social na América Latina” (Springer, 2019) e “Marcenaria Baraúna: Móveis como Arquitetura” (Olhares, 2017). Já trabalhou em diversos escritórios de arquitetura em São Paulo e desde 2013 dirige seu próprio estúdio.